As Três Marias e a translação da Terra PDF Imprimir E-mail

Por que enxergamos a constelação de Órion durante o ano todo?

Como já observamos, Órion “domina” o nosso céu de verão em nosso hemisfério, sendo visível à noite toda em dezembro, e comanda os céus desde o fim da Primavera até ao começo do Outono, num período de seis meses. Mas, se você observar o céu noturno você notará que as Três Marias aparecem sempre à noite, em todos os meses do ano. Será porque?

 

A razão é simples de entender. Em primeiro lugar a face noturna da Terra fica voltada para regiões diferentes do Universo em épocas diferentes do ano. Essa face escura corresponde a uma metade variável da superfície de nosso planeta. Um observador que esteja na linha do Equador perceberá que o céu se desloca por 180 graus durante uma única noite e verá quase todas as estrelas. Somente a parte do céu ocupada pelo Sol no horizonte será prejudicada.

Se você olhar o céu na segunda quinzena de dezembro no início da noite, você verá que o Sol estará no Oeste se pondo, e as Três Marias nascendo no Leste.

Em observações sistemáticas você perceberá que as Três Marias mudam de lugar. Em março, no início da noite, elas estarão altas no céu, e cruzarão o meridiano. Em junho, no início da noite, elas serão vistas no Oeste, perto de onde o Sol se põem.

É o que você verá, com toda a certeza.

Observando sempre num mesmo lugar, o observador verá que uma mesma estrela aparece e desaparece todos os dias em um mesmo ponto do horizonte.

Todavia, de um dia para o outro, você irá notar que uma mesma estrela aparece e desaparece quatro minutos mais cedo. Em um mês, esse avanço será de duas horas (30 dias x 4 min = 120 min, ou seja, 2 horas). Assim, o céu de setembro, às 20 horas, será o mesmo de agosto às 22 horas. Por esse motivo, se observarmos o céu sempre à mesma hora, veremos que seu aspecto se modificará: algumas estrelas deixarão de ser vistas e outras surgirão. Num intervalo de seis meses, se observamos o céu numa mesma hora e num mesmo local, todas as constelações visíveis serão diferentes. No final de um ano (365 dias x 4 min = 1.460 min = 24,33 horas), teremos aproximadamente 24 horas, ou seja, estaremos de volta a situação inicial.

Tal fenômeno é o movimento aparente anual, causado pelo movimento da Terra ao redor do Sol, em um ano (movimento de translação). Em seu caminho em torno do Sol, a Terra percorre uma distância de 29,7km/s, ou 2.596.080km/dia, mudando diariamente nosso ponto de observação no espaço.

Para confirmar isto, basta você escolher um horário noturno fixo e observar as estrelas (não precisa ser à meia-noite). Faça isso e note como o céu parece escorregar lentamente para o Oeste, noite após noite, no mesmo horário. Tome cuidado para não confundir com o movimento de rotação, que leva as estrelas para o Oeste em uma mesma noite, com o passar das horas.

Embora as Três Marias possam de fato ser vistas em todos os meses do ano, elas não serão vistas numa parte do mês de junho, porque o brilho solar clareia uma região do céu no início da noite e outra no fim da madrugada. É justamente dentro desse brilho, invisível, que as Três Marias ficam sumidas durante alguns dias de junho, quando o Sol se coloca na região entre elas e a Terra. Na verdade, o que temos no meio do ano é uma situação totalmente oposta ao que acontece no verão.

A razão de visibilidade das Três Marias é porque as estrelas serão vistas no céu, por algumas horas. Assim, as Três Marias serão visíveis à noite por 12 horas somente em dezembro e quase 6 horas, em março e em setembro, mas em horários diferentes, o que esclarece de vez o "mistério", conforme vamos demonstrar a seguir:

Junho (mês 6): As Três Marias nascem às 6 horas, põem-se às 18 horas e não podem ser vistas à noite.

Julho (mês 7): aumenta 30º - As Três Marias nascem às 4 horas, põem-se às 16 horas e são vistas por quase 2 horas.

Agosto (mês 8): aumenta 60º - As Três Marias nascem às 2 horas, põem-se às 14 horas e são vistas por quase 4 horas.

Setembro (mês 9): aumenta 90º. - As Três Marias nascem à meia-noite, põem-se ao meio-dia e são vistas por quase 6 horas.

Outubro (mês 10): aumenta 120graus - As Três Marias nascem às 22 horas, põem-se às 10 horas e são vistas por quase 8 horas.

Novembro (mês 11): aumenta 150º - As Três Marias nascem às 20 horas, põem-se às 8 horas e são vistas por quase 10 horas.

Dezembro (mês 12): aumenta 180º - As Três Marias nascem às 18 horas, põem-se às 6 horas e são vistas por quase 12 horas.

Janeiro (mês 1): diminui 150º - As Três Marias nascem às 16 horas, põem-se às 4 horas e são vistas por quase 10 horas.

Fevereiro (mês 2): diminui 120º - As Três Marias nascem às 14 horas, põem-se às 2 horas e são vistas por quase 8 horas.

Março (mês 3): diminui para 90º. As Três Marias nascem ao meio-dia, põem-se à meia-noite e são vistas por quase 6 horas.

Abril (mês 4): diminui 60º - As Três Marias nascem às 10 horas, põem-se às 22 horas e são vistas por quase 4 horas.

Maio (mês 5): diminui i30º - As Três Marias nascem às 8 horas, põem-se às 20 horas e são vistas por quase 2 horas.

Assim, é perfeitamente normal que as Três Marias sejam vistas em algum horário noturno, durante quase todo o ano.

 
< Anterior   Próximo >